Arquivo da tag: Poema

Sorriso de dentro

Padrão

O poeta que nasce em mim
só quer saber de brincar.
Ele e óbvio, óbvio.
Só quer saber de criar.
Ele brinca de criador
só para criar brincadeiras
e cria muito, apenas por ato falho.
Alegria: meu subconsciente.

(Voltando da oficina de agricultura urbana, na ONG Camará – 04/10/11)