Arquivo da tag: Eventos

Vem aí a VAP – Virada Ambiental Paulista

Padrão
educação ambiental encontro de coletivos educadores

GT Políticas de EA do VI Encontro de Coletivos Educadores do Estado de São Paulo

Coletivos de educadores ambientais pretendem organizar em setembro, em data ainda em definição, uma mobilização geral do socioambientalismo no estado de São Paulo. O intuito é aglutinar as diversas “faunas e floras” entre os muitos segmentos articulados pela luta em torno da qualidade ambiental no estado e promover maior articulação, no sentido de fortalecer as bandeiras de lutas no cenário político-eleitoral.

Ainda em fase de amadurecimento, a ideia está sendo chamada de VAP – Virada Ambiental Paulista, seguindo o modelo da já conhecida “Virada Cultural”, que começou na capital de São Paulo e hoje diversos municípios do estado realizam. Para dar cabo à mobilização, todos os setores ocupados com a questão socioambiental estão convidados a contribuir. Leia o resto deste post

Uma boa iniciativa de Santos: articulação de projetos de EA

Padrão

No dia 15 de abril, acontecerá a primeira Reunião de Integração da Educação Ambiental no Município de Santos. A iniciativa é da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, por meio do Núcleo de Educação Ambiental do Jardim Botânico de Santos, com apoio do Engenho dos Erasmos (USP).

A proposta é debater a articulação dos projetos, na perspectiva de fomentar um processo de “cidade educadora ambiental”. Uma iniciativa interessante, a partir do momento que investe no diálogo para o desenvolvimento das ações, minimizando a fragmentação dos projetos.

Ao todo 10 projetos serão apresentados nesta primeira reunião. Como são mais de 30 trabalhos, outros encontros serão agendados e em breve as datas serão divulgados.

A reunião acontecerá das 9h às 12h no Engenho dos Erasmos, em Santos. As informações são do Paulo Marco, do Jardim Botânico de Santos, que é também membro da REABS – Rede de EA da Baixada Santista. Segundo ele, estão todos convidados! =)

Este caminho, o da articulação das iniciativas, é o ponto inicial para o fortalecimento da Educação Ambiental enquanto política pública. Algo que deveria ser reeditado por cada município e que, na Baixada Santista, poderia desvelar um amplo processo regional de construção de políticas de EA.

Crédito da imagem: Maxim Malevich

———–

Veja abaixo programação: Leia o resto deste post

Ecosurfi e CBH/BS realizam a 5° Caminhada Metropolitana da Água

Padrão

Encontro deve reunir no próximo dia 22 em Peruíbe mais de 4 mil alunos de todas as cidades da Baixada Santista no Dia Mundial da Água

Por Comunicação Ecosurfi

Terminando as comemorações da Semana da Água o Comitê da Bacia Hidrográfica da Baixada Santista, através da sua Comissão Especial de Educação Ambiental e Divulgação, Prefeitura de Peruíbe, em conjunto com a Ecosurfi, realizam a maior mobilização da região pela proteção e preservação dos Recursos Hídricos.

Jovens mobilizados pela proteção da água (foto arquivo)

Leia o resto deste post

Sustentável 2009: da subversão à prática, um longo caminho

Padrão

Oi pesso@l, estou postando abaixo um artigo que publiquei no Portal REJUMA, sobre o 3º Congresso Internacional de Desenvolvimento Sustentável – Sustentável 2009.

———————-

Por Bruno Pinheiro*, para REJUMA

“Ouvir, aqui na PUC, um empresário dizer que precisamos ser subversivos… Nossa, isso é um avanço!”. Olhando agora para trás soa mesmo inusitado, como disse o economista e professor Ladislau Dowbor, quando o presidente da Phillips e chairman do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), Marcus Bicudo, afirmou que o mundo empresarial precisa ser subversivo e romper com a ordem, durante os “Diálogos Impertinentes: Um mundo em colapso ou uma oportunidade de mudança”, finalizando o 3º Congresso Internacional sobre Desenvolvimento Sustentável, o Sustentável 2009.

Subversão é um termo que existe em quase todos os idiomas de origem latina e “está relacionada a um transtorno, uma revolta; principalmente no sentido moral”. O seu uso moderno se “refere a tentativas de destruir estruturas de autoridade” (Wikipedia). O congresso (corporativo) não só terminou com alguém falando sobre subversão, como também começou assim. Logo na mesa de abertura do Sustentável 2009, que aconteceu de 4 a 6 de agosto, o diretor executivo da CEBDS, Fernando Almeida, e a secretária executiva do WWF Brasil também falaram de subversão. Como se o conceito tivesse permeado ciclicamente todo o evento.

A idéia-força é a de que não dá para questionar a realidade de passarmos por um processo de transformações ambientais e que este processo é reflexo de uma “crise de percepção”. Esta crise está expressa no modelo produtivo, nas bases do sistema econômico, no comportamento altamente competitivo e irracional do mundo corporativo, na adoção do marketing ecológico como discurso destoado da prática e na falta de abertura de muitos empresários e gestores da iniciativa privada em debater o tema da sustentabilidade. Para o presidente da Phillips, Marcus Bicudo, “o setor empresarial ainda está engatinhando no debate sobre sustentabilidade”. Leia o resto deste post